Publicidade
Notícias | Região São Leopoldo

Instituto Lenon busca verba para segunda parte de ampliação de sua sede

Conforme a presidente do instituto, Delci Mello, estima-se que cerca de R$ 200 mil sejam necessários para entregar o novo prédio

Por Priscila Carvalho
Publicado em: 22.07.2021 às 03:00 Última atualização: 22.07.2021 às 10:37

Muita disposição, trabalho conjunto, união e solidariedade. É com esses quesitos que o Instituto Lenon Joel pela Paz, entidade do bairro São Miguel, em São Leopoldo, pretende alcançar mais um sonho e continuar a oferecer suas atividades em prol de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Presidente do Instituto Lenon, Delci Mello mostra rifa para arrecadar recursos ao local Foto: Diego da Rosa/GES

Em fevereiro deste ano, o instituto conseguiu etapa de um projeto ousado, mas necessário, e entregou a primeira parte da sua nova sede, com novas salas, cozinha e refeitório. Agora, a intenção é arrecadar recursos para fazer a segunda parte da obra, derrubando o restante da estrutura existente e levantando um novo prédio, de 130 metros quadrados, onde devem ficar as salas administrativas e mais um espaço para os jovens atendidos.

Para tanto, as contas já foram feitas. Conforme a presidente do instituto, Delci Mello, estima-se que cerca de R$ 200 mil sejam necessários para entregar o novo prédio. Desse total, a metade já foi conseguida via edital com a Fundação Fifa, parceira da entidade. Agora, a luta é para chegar ao restante.

Rifa

Uma das ações para ajudar na arrecadação já está circulando. É a venda de uma rifa, que deve gerar em torno de R$ 35 mil, na estimativa da presidente. Cada número custa R$ 5 e serão sorteados cinco prêmios: R$ 5 mil; R$ 3 mil; uma televisão; um celular e um kit de praia (com um carrinho, um cooler, duas cadeiras e um guarda-sol). O sorteio está programado para 18 de dezembro.

Casinha

Além de disponível na sede do instituto e com educadores, a rifa também está sendo oferecida na casinha enxaimel disponibilizada para a entidade na Rua Independência. Delci explica que nas outras edições de São Leopoldo Fest, a instituição vendia lanches e tortas no local da festa. Neste ano, porém, como o evento será semipresencial, a direção do Lenon se inscreveu para comercializar os quitutes em uma das casinhas e aproveitar para mostrar as ações realizadas.

"Este ano, queremos focar na nossa divulgação. Então, queremos divulgar a instituição e vender a rifa", sublinha Delci. "Tudo que a gente arrecadar lá será revertido para a construção", afirma a presidente. A casinha do Instituto Lenon Joel pela Paz está situada na esquina das Ruas Independência e Conceição.

Divulgação

Como mais uma forma de buscar recursos, a equipe da entidade está trabalhando numa maior divulgação também no site do Instituto Lenon, para deixar disponível um link para doação a quem quiser ajudar. Tudo para que o projeto possa começar a sair do papel até dezembro de 2021, se tudo der certo. "A ideia é, até o final do ano, colocar o prédio antigo abaixo. Porque a gente tem que aproveitar agora, que estamos atendendo uma turminha por vez, que daí a gente funciona de um lado (na parte nova), para que no ano que vem esteja pronto o outro lado", argumenta Delci.

Atualmente, são 160 educandos atendidos

Hoje, o atendimento no instituto é feito de forma presencial, mas com grupos de educandos divididos por dias, com o máximo de 20 alunos em cada turno, de modo que cada criança vá uma vez por semana à entidade. “Quer dizer, aquela criança tem alimentação garantida uma vez na semana só. Se a gente está com os espaços todos prontos, a gente consegue atender aquela criança quatro vezes na semana. Então, precisamos desse fôlego para conseguir essa construção”, justifica a presidente. Criada em 2006, a entidade, disponibiliza oficinas e o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, além de refeições, para jovens de 6 a 17 anos de idade. Atualmente, são 160 educandos de cerca de 100 famílias cadastrados no Instituto Lenon.

Defasagem escolar vem sendo tratada no espaço

Para 2022, a instituição já recebeu a notícia da nova inclusão no programa Criança Esperança, na mesma linha do projeto que a entidade já está trabalhando este ano, muito afetado pela pandemia: a defasagem escolar. Para tratar o tema com as crianças, o Lenon conta com uma equipe com fonoaudióloga, psicopedagoga e psicóloga.

“Além da defasagem, elas ficaram todo esse tempo em casa, então elas também estão sedentárias, não tiveram movimento. Agora, na volta (do atendimento presencial), já teve oficina, já foram colocando o corpo em ação, para irem também se exercitando. Porque a motricidade também vai ajudar na sala de aula, assim como outras dinâmicas que foram feitas para ir resgatando esse período que ficou adormecido”, ponderou Viviane Mattos Battistello, psicopedagoga e integrante da coordenação pedagógica do Lenon.

Para conhecer, ajudar ou adquirir uma rifa do Instituto Lenon Joel da Paz, os interessados podem entrar em contato pelo telefone 3592-6842.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.