Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região INCERTEZA

Novo Hamburgo, Parobé e Igrejinha seguem com vacinação de adolescentes após governo orientar suspensão

Outras cidades da região suspenderam aplicação em jovens sem comorbidades; medida do Ministério da Saúde causa incertezas quanto à imunização

Por João Henrique Linden
Publicado em: 17.09.2021 às 03:00 Última atualização: 17.09.2021 às 09:09

A Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 (Secovid), do governo federal, emitiu nota que desautorizou instrução dada por ela mesma no início do mês. Segundo a nova orientação, jovens entre 12 e 17 anos e sem comorbidades não podem mais se imunizar contra a doença.

Somente o imunizante da Pfizer é aplicado em adolescentes
Somente o imunizante da Pfizer é aplicado em adolescentes Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A mudança de direção foi anunciada às 21h30 da última quarta-feira, véspera da data marcada por vários municípios para iniciar a vacinação dessa fatia da população. O curto prazo e as orientações contraditórias acabaram gerando incertezas. Alguns municípios suspenderam, outros decidiram continuar.

Campo Bom cancelou a ação prevista para a tarde de ontem no complexo do Centro de Educação Integrada (CEI). Já Sapiranga suspendeu a vacinação no meio da manhã, após imunizar 1.137 moradores entre 12 e 17 anos. O serviço havia iniciado às 7h30 na Praça da Bandeira e postos de saúde da cidade.

Houve, porém, prefeituras que optaram por não alterar o planejamento. Esse é o caso de Parobé, que vacinou adolescentes sem comorbidades entre 13 e 20 horas e deve seguir a vacinação hoje. A decisão foi fundamentada em resolução da Comissão Intergestores Bipartites (CIB) do governo do Estado.

O documento foi emitido na última quarta-feira e habilita os municípios a imunizar a população entre 12 e 17 anos com vacinas da Pfizer - única autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para esse público.

Igrejinha também deciciu manter a imunização. O público acima de 17 anos será vacinado nesta sexta-feira (17), das 16 horas às 19 horas, na Unidade Sanitária (Centro, ao lado da loja Colombo).

Para vacinação da primeira dose, é necessário a autorização da Unidade de Saúde e termo de consentimento assinado por um responsável do menor de 18 anos. No dia da vacina é obrigatório a presença do responsável do menor, carteirinha de vacinação e documento com foto.

Para menores de 17 anos, a cidade do Vale do Paranhana aguarda orientação.

Inalterado

Em Novo Hamburgo, a vacinação de adolescentes sem comorbidades estava agendada para sábado. Ontem, a Prefeitura já anunciou que seguirá à risca seu planejamento, independentemente da orientação mais recente do Ministério da Saúde. O Município optou por acompanhar o CIB.

"Vamos seguir o que foi pactuado no Estado e vacinar os jovens de 17 anos", garante o secretário municipal de Saúde, Naasom Luciano. Além de toda a documentação exigida para os adultos, os jovens que forem se imunizar também precisarão da companhia dos pais ou responsáveis.

A primeira dose de ansiedade já foi sanada

Caroline Polita, 17 anos, tomou a primeira dose ontem
Caroline Polita, 17 anos, tomou a primeira dose ontem Foto: Acervo pessoal
Estudante do Colégio Estadual João Mosmann, Coroline Polita, 17 anos, foi uma das primeiras a se vacinar em Parobé. Acompanhada da mãe Salete, ela foi à Unidade Básica de Saúde Integração para tomar a primeira dose de vacina contra a Covid-19. À noite, ela reafirmou: "Não dói nada e só me sinto melhor após a vacina."

Caroline também explicou que seu desejo pela imunização foi potencializado pelas informações que obteve no curso técnico de enfermagem que frequenta em Taquara. "Também perdi amigos para a doença", lamenta.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.