Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região CONTANDO OS DANOS

21 escolas municipais de São Leopoldo sofreram estragos com o temporal

Equipes da Defesa Civil seguem atendendo ocorrências de destelhamentos e queda de árvores. 57 mil ainda estão sem luz, segundo RGE

Por Isabella Belli
Publicado em: 26.11.2021 às 17:17 Última atualização: 26.11.2021 às 18:01

Os estragos causados pelo temporal que caiu na noite de quinta-feira (25) puderam ser vistos nesta sexta (26).

Ao todo, 21 escolas municipais em São Leopoldo sofreram algum dano. A que mais teve estragos foi a EMEF Castro Alves, na Vicentina, onde vários pontos do prédio sofreram destelhamento, entre eles uma sala da Educação Infantil e outra dos professores.

EMEF Castro Alves
EMEF Castro Alves Foto: Defesa Civil São Leopoldo/Divulgação

Na EMEF Irmão Weibert, no bairro Fião, um muro feito de tapume caiu. Nas demais escolas, conforme informação da assessoria de comunicação, os danos foram menores e até a tarde desta sexta, a Secretaria Municipal de Educação (Smed) já havia concluído 80% dos reparos necessários.

Destelhamentos e queda de árvores

A sexta também foi reservada pela Defesa Civil de São Leopoldo para atender novos chamados, a maioria relacionados a destelhamentos e queda de árvores.

O trabalho contou com o apoio das secretarias municipais de Segurança Pública e Defesa Comunitária (Semusp), de Mobilidade e Serviços Urbanos (Semurb) e do Serviço Municipal de Água e Esgotos (Semae).

Conforme informações passadas pela Defesa Civil, foram mais de 70 ocorrências de destelhamento, resolvidas de forma temporária com doações de lonas, e outras 58 relacionadas à queda de árvores. As de pequeno porte foram atendidas por três equipes da Semusp e as de grande porte, pelo Corpo de Bombeiros que, durante o temporal, chegou a atender de uma só vez, mais de 15 ocorrências.

Rua José Dias, Jardim América
Rua José Dias, Jardim América Foto: Defesa Civil São Leopoldo/Divulgação

Parte da Rua José Dias, no bairro Jardim América, precisou ser interditada. Uma grade árvore também caiu na Avenida Mauá, ocupando parte da pista.

Falta de luz

Em Sapucaia do Sul, o atendimento em 12 Unidades Básicas de Saúde (UBS) foi prejudicado nesta sexta ainda por conta do ciclone. Entre os danos estavam, infiltração e goteiras em salas de vacinação e problemas com fiação. Na farmácia municipal e nas Unidades fortuna, Natal, João de Barro, Carioca e Capão da Cruz os problemas foram resolvidos e o atendimento normalizado.

Até o final da tarde desta sexta-feira (26), ainda havia 57 mil clientes sem luz na cidade e também em Canoas e Gravataí, de acordo com a RGE.

Falta de luz em Sapucaia do Sul
Falta de luz em Sapucaia do Sul Foto: Prefeitura Sapucaia do Sul/Divulgação

A falta de energia foi provocada, segundo a concessionária, por galhos e árvores caídos sobre a rede elétrica. Na hora, 330 mil consumidores chegaram a ficar sem energia em todo o Estado.

A falta de luz prejudicou também o abastecimento de água em São Leopoldo, de acordo com o Semae. Aos poucos, a distribuição foi sendo restabelecida e nesta sexta, 70% dos reservatórios já estavam cheios.

Muita chuva

De acordo com a Defesa Civil de São Leopoldo, choveu na quinta-feira um total de 42mm, sendo que 29mm ocorreram em um período de apenas 15 minutos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.