Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Mercado

Calçadistas gaúchos apontam bons negócios na Couromoda

A primeira feira do segmento segue até hoje em São Paulo, com perspectivas positivas de negócios

Por Juliana Nunes
Publicado em: 19.01.2022 às 07:00

Os dois primeiros dias da 48ª Feira Internacional de Calçados, Artefatos de Couro e Acessórios de Moda (Couromoda) superaram as expectativas. O encontro entre indústria e varejo no Expo Center Norte, em São Paulo, já traz resultados positivos.

Segundo dia teve estandes movimentados e presença da região
Segundo dia teve estandes movimentados e presença da região Foto: Luana Rodrigues/GES-Especial

"Estamos tendo uma ótima feira levando em consideração o momento que o Brasil vive. Tivemos uma ótima movimentação, mas comparar com anos anteriores é complicado. Esta é uma feira nacional e realizada em São Paulo, o setor precisava deste retorno positivo que estamos tendo", ressalta o diretor geral da Couromoda, Jeferson Santos.

Por conta da Covid-19, a feira ocorre em um formato menor, mas conta com público voltado para a efetivação de negócios. "Tivemos uma participação mais compacta em 2022. Mesmo assim, os clientes que vieram mostram não só ótimas coleções, mas fizeram investimento na feira trazendo compradores", ressalta Santos, que já projeta a edição de 2023. "A partir de agora o crescimento será significativo, as empresas que não vieram já se colocaram para edição de 2023 e as que vieram também renovaram. Teremos uma Couromoda maior."

A Couromoda segue nesta quarta. A última edição presencial havia sido realizada em janeiro de 2020.

Empresa de Novo Hamburgo aposta no mercado interno

O estande coletivo Estação Moda RS conta com empresas da região, entre elas a Fillon, de Novo Hamburgo. "Fechamos negócios com importante rede de lojas da capital paulista e tivemos diversos outros pedidos de várias localidades do Brasil, como Distrito Federal, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Paraná e Goiás", comenta o diretor da empresa Philipy Hugenthobler.

A empresa é especializada em tênis. "Nossas linhas mais procuradas são as mais econômicas, ainda que a venda das linhas mais caras também tenham aumentado", diz Hugenthobler. O aumento dos insumos foi uma preocupação. A marca precisou repassar cerca de 15% de aumento aos lojistas. "Mas os clientes têm nos reconhecido como uma marca confiável e estão aceitando bem a coleção."

Marca de Três Coroas se destaca com coleção de inverno

A Calçados Variettá, de Três Coroas, enxerga na Couromoda uma oportunidade de vender os pares da coleção outono-inverno. "A Couromoda tem sido de grande visitação, fechamos o primeiro dia com saldo positivo, em número de pares vendidos e na aceitação da coleção. Está sendo realmente uma retomada. Vínhamos na incerteza da realização da feira, talvez por isso esperávamos uma visitação ainda maior, mas para o primeiro evento do ano no setor está sendo muito positivo", avalia o diretor da Calçados Variettá e diretor financeiro do Sindicato da Indústria de Calçados de Três Coroas (SICTC), Marcio Port dos Santos. O foco dos negócios está nos calçados de frio. "O pessoal está vindo mesmo comprar calçados de inverno, até porque no inverno passado botaram um pouco de freio, estamos com estoque."

Compradores animados

A Couromoda é marcada pela presença de lojistas. "Compramos no primeiro dia e voltamos para fazer novos pedidos, especialmente malas de viagem e calçados masculinos", relata Mirella Silva, da Donderi Calçados, de Minas Gerais.

Eduardo Isaia, diretor da Eny Calçados, de Santa Maria, visita a feira desde 1980. "É um local que a gente encontra fornecedores. A Couromoda está menor, mas muito agradável, fechei bons negócios. Já tínhamos feito as compras de inverno, as fábricas estão com exportação bem adiantada e não podíamos ficar sem mercadoria. Mas vi muitos lançamentos e fiz um reforço nos produtos", conta o empresário que comprou sapatos masculinos, femininos e infantis.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.