Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região POLÍCIA

Médico neurologista é preso suspeito de agredir com socos e chutes companheira em Canela

A vítima ficou inconsciente e chegou a ser internada com quadro de AVC em razão dos ferimentos, passando por cirurgia em Caxias do Sul

Publicado em: 28.01.2022 às 17:46 Última atualização: 28.01.2022 às 18:34

Um homem foi preso em Canela nesta sexta-feira (28) por suspeita de agredir fisicamente sua companheira com violentos socos no rosto e chutes. A vítima foi socorrida pelo próprio agressor, sendo encaminhada ao Hospital São Miguel, em Gramado. Conforme a Polícia Civil, a mulher deu entrada com quadro clínico de AVC em razão das agressões.

Médico foi preso após ser suspeito por agredir companheira em Canela
Médico foi preso após ser suspeito por agredir companheira em Canela Foto: Polícia Civil/Divulgação
A vítima permaneceu inconsciente e sedada, precisando ser transferida para o Hospital Pompeia, em Caxias do Sul, onde foi submetida a cirurgia. Ainda segundo o delegado Vladimir Medeiros, nos primeiros dias em que estava inconsciente, a mulher estava acompanhada do agressor. Ele teria dito à família da companheira que, ao chegar em casa, ela já estava machucada e caída no chão.

A mulher, assim que recobrou a consciência e parte dos movimentos, ainda com muita dificuldade de comunicação, informou à família que as lesões sofridas foram causadas pelo companheiro. A família da vítima procurou a Policia Civil para comunicar os fatos e registrar ocorrência.

O delegado Medeiros, responsável pelas investigações, informou que esteve em contato com a família ainda no final de semana em que ela teve alta hospitalar, quando foi registrada nova ocorrência policial em Canela. Na ocasião, a vítima foi ouvida pessoalmente, logo solicitando pela prisão preventiva do agressor, dada a gravidade dos fatos e a extensão das lesões sofridas, que ainda apresentava sequelas no rosto.

O investigado, que é médico neurologista, foi detido no bairro Vila Suzana. Ele foi encaminhado ao Presídio Estadual de Canela e responde à inquérito policial por tentativa de feminicídio, no âmbito de violência doméstica e familiar contra a mulher (Lei Maria da Penha).

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.