Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região ARTICULAÇÃO

Prefeitos se mobilizam para manter recursos destinados a hospitais da região

Granpal voltou a discutir impacto do programa Assistir e pede diálogo; estiagem também foi discutida em encontro nesta quinta-feira

Por Matheus Chaparini
Publicado em: 28.01.2022 às 05:00 Última atualização: 28.01.2022 às 07:46

Os prefeitos que integram a Consórcio Metropolitano da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) se reuniram nesta quinta-feira (27) para discutir o impacto do programa estadual Assistir, nos municípios da região. De acordo com a entidade, a implantação do programa representará uma redução de R$ 205 milhões por ano nos repasses aos hospitais públicos da Região Metropolitana.

Prefeitos se mobilizam para manter recursos destinados a hospitais da região
Prefeitos se mobilizam para manter recursos destinados a hospitais da região Foto: Arquivo GES

Só para o Hospital Municipal de Novo Hamburgo, serão R$ 21 milhões a menos. Após a reunião, a entidade lançou uma nota onde afirma que os prefeitos foram pegos de surpresa pela publicação da portaria pelo governo do Estado. "Os prefeitos têm a responsabilidade de alertar a população sobre os riscos trazidos pela iniciativa e fazem um apelo ao governo estadual: restabeleçam o diálogo! Não implementem o projeto da forma como ele foi concebido, para evitar prejuízos tão graves à população", diz a nota.

Prefeito em exercício de Novo Hamburgo, Márcio Lüders diz que os prefeitos ainda tentam convencer o governador. "Estamos falando de uma região que tem praticamente 40% da população do Estado. Temos que encontrar um meio termo, mas sempre com diálogo."

Busca de solução para o Sinos

Outro ponto de destaque na região foi a mobilização em busca de soluções para mitigar o impacto das estiagens na região do Vale do Sinos. As prefeituras de Novo Hamburgo, São Leopoldo e Esteio se comprometeram a, já na próxima segunda-feira, reunir técnicos para discutir a melhor forma de armazenamento de água.

Um exemplo que será estudado é um projeto, já existente, de construção de micro barragens, voltado à bacia do Rio Gravataí. Lüders esclarece que não necessariamente será essa a solução, mas que uma alternativa será proposta pelos municípios.

“Todos os anos temos um problema de estiagem. É algo recorrente e não podemos tratar disso só no verão. Temos que buscar uma solução que possa atender os municípios no período de estiagem.”

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.