Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região A PARTIR DE MARÇO

Saiba quem vai encarar o Leão, os prazos e dicas para declarar o Imposto de Renda

Entre as novidades deste ano, Receita Federal libera pagamento e restituição por meio de Pix

Publicado em: 25.02.2022 às 03:00 Última atualização: 25.02.2022 às 09:30

Com a expectativa de receber 34,1 milhões de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IPRF) 2022 no Brasil, a Receita Federal informou ontem que o período para enviar o documento será de 7 de março a 29 de abril.

O leão está rugindo: declaração de imposto de renda 2016 começa neste dia 1º de março
O leão está rugindo: declaração de imposto de renda 2016 começa neste dia 1º de março Foto: Henrik Groth-Andersen/FreeImages

Entre as novidades, destaca-se a ampliação de uso da declaração pré-preenchida. Em 2021, segundo o auditor fiscal José Carlos da Fonseca, responsável pelo programa Imposto de Renda 2022, a ferramenta foi utilizada em fase de teste por cerca de 400 mil contribuintes. Para este ano, não é mais necessário ter o certificado digital para acessar, basta uma conta no gov.br em nível prata ou ouro.

"Disponível a partir de 15 de março, é um facilitador para o cidadão, pois a Receita preenche as informações e o usuário tem que apenas que conferir os valores e aprovar se estiver tudo correto. Já são mais de 10 milhões de brasileiros com cadastro prata ou ouro, mas a perspectiva é que de 3 a 4 milhões usem o pré-preenchimento", explica Fonseca.

A outra grande novidade do Leão para este ano é o Pix. A Receita permitirá o pagamento do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) e o recebimento da restituição do IRPF por esse meio eletrônico.

Atenção

No entanto, o cidadão deve ficar atento, pois, conforme Fonseca, será aceita apenas chave CPF do titular da declaração.

"Nosso objetivo é agilizar as transações, bem como reduzir a necessidade de reagendamento em razão de contas bancárias inválidas", disse ele.

Imposto de Renda

Números de envios no último triênio

Cidade | 2019 | 2020 | 2021 (até 31/5)

Campo Bom | 12.371 | 12.934 | 14.569
Dois Irmãos | 6.975 | 7.500 | 8.126
Estância Velha | 9.197 | 9.647 | 10.929
Igrejinha | 4.729 | 4.991 | 5.586
Ivoti | 5.920 | 6.180 | 6.954
Novo Hamburgo | 49.165 | 50.899 | 55.805
Parobé | 5.448 | 5.764 | 6.774
Sapiranga | 10.661 | 11.271 | 12.352
Taquara | 9.003 | 9.420 | 10.193

Total | 113.469 | 118.606 | 131.288

Dicas para a restituição

Sergio Valandro Junior
Sergio Valandro Junior Foto: Divulgação/Arquivo pessoal
Uma das principais orientações que os contabilistas dão na hora de organizar o imposto de renda é ficar atento aos prazos. Um exemplo é Sergio Valandro Junior, contador da Valandro Contabilidade, que reforça a importância de providenciar o quanto antes a documentação necessária.

"Há vantagens para quem declara mais cedo, como receber a restituição antes. Além disso, o atraso na entrega ocasiona multas", reforça Valandro.

Outra orientação importante, mas no momento de buscar uma maior restituição, é guardar recibos passíveis de lançamento no Imposto de Renda. Entre os exemplos, Valandro cita plano de saúde, despesas médicas, odontológica, educação e previdência privada e até exames de Covid-19.

"Também é importante ter comprovantes dos chamados gastos de instrução, que nada mais são do que investimentos feitos em educação", ressalta o contador.

"Vale desde creches até ensino superior e cursos, tanto do próprio contribuinte quando de dependentes", complementa Valandro, que ainda explica que doações a entidades ou partidos políticos também podem gerar restituição.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.