Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Meio Ambiente

Último episódio da websérie Águas fala da relação entre saneamento e turismo

Reportagem aborda ações de tratamento de esgoto realizadas em Gramado e Canela

Por Marcelo Kenne Vicente
Publicado em: 21.03.2022 às 07:00 Última atualização: 22.03.2022 às 16:50

Ter um tratamento de esgoto adequado é essencial para a saúde das pessoas, para a proteção do meio ambiente e ainda para o desenvolvimento econômico. Sendo mais específico, as regiões com vocação turística se beneficiam com a implantação de sistemas de esgotamento sanitário, pois passam uma melhor impressão para os turistas que visitam os locais. Afinal, sujeira e mau cheiro não são bons cartões de visita.

Com 12 estações de tratamento, Gramado e Canela têm condições de atender às demandas da população e turistas
Com 12 estações de tratamento, Gramado e Canela têm condições de atender às demandas da população e turistas Foto: Divulgação
Segundo um estudo do Instituto Trata Brasil – organização dedicada a pesquisas sobre saneamento básico –, o acesso à universalização dos serviços de água e esgoto no Brasil traria uma movimentação financeira de R$ 42,8 bilhões para o turismo. “Há maior qualidade de vida e isso acaba fazendo com que haja maior visitação e o desenvolvimento”, comenta Luana Pretto, presidente do Trata Brasil

A forma como o tratamento contribui para o turismo é o tema do quarto e último episódio da Websérie Águas, produzida pelo Grupo Sinos com o apoio institucional da Corsan. Para esta reportagem, os jornalistas do núcleo 360 foram até Gramado para ver como é a estrutura de saneamento na cidade e na vizinha Canela. Na região, foi criada uma unidade especial da Corsan justamente pelas características dos municípios, que têm moradores fixos, mas recebem milhares de turistas ao longo do ano. “Temos 12 estações em Gramado e Canela, com destaques para a ETE Ávila e ETE Santa Terezinha, de última geração”, informa Lutero Cassol, gerente da Unidade Especial das Hortênsias da Corsan.

ETE, no bairro Dutra, em Gramado, foi construída a partir de uma parceria de um grupo de empresários do setor de turismo com o poder público
ETE, no bairro Dutra, em Gramado, foi construída a partir de uma parceria de um grupo de empresários do setor de turismo com o poder público Foto: Divulgação
Além dessas, outra estação moderna foi construída em uma parceria entre os empreendedores do turísmo de Gramado e o poder público, a ETE no bairro Dutra. “Implantamos esta estação para atender aos empreendimentos do turismo e também à comunidade do bairro”, explica o empresário Victor Ferrari, que coordenou o projeto.

Episódio 4 - Turismo

Como o tratamento de esgoto contribui para o desenvolvimento do turismo.

Vídeos da websérie exploram diferentes tópicos sobre a água

Ao longo das últimas quatro semanas, a websérie produzida pelo Grupo Sinos apresentou quatro reportagens em vídeo, abordando o tema água sob diferentes aspectos: cuidado, educação, serviços e turismo. Enquanto este quarto e último episódio fala sobre a relação do tratamento de esgoto com o desenvolvimento turístico, a primeira reportagem conta como evitar o desperdício de água em casa, usando como exemplo uma residência localizada em Esteio. O segundo episódio apresenta um trabalho de educação ambiental realizado em uma escola da cidade de Portão e o terceiro explica como funcionam dois projetos inovadores que possibilitam economizar e aproveitar o potencial energético da água.

Todos os episódios da websérie estão disponíveis nos canais digitais dos jornais do Grupo Sinos. Para concluir o projeto Águas, no próximo fim de semana será publicado no jornal ABC um almanaque que trará dicas de como reduzir o desperdício de água em casa, na escola ou no ambiente de trabalho.

Episódio 1 - Cuidado: Como evitar o desperdício de água em casa

Episódio 2 - Educação: Educação Ambiental nas escolas

;

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.