Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Abastecimento

Prefeitura de Taquara quer esclarecimento sobre falta de água

Entre domingo (27) e terça (29) chegou a faltar água em doze bairros

Por Susi Mello
Publicado em: 30.03.2022 às 03:00

A prefeitura de Taquara registrou notificação no Procon, ontem pela manhã, pedindo explicações à Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) sobre o desabastecimento por mais de 48 horas. O Executivo taquarense questiona os motivos do desabastecimento de água em 12 bairros da cidade.

A prefeitura quer saber por que isso vem ocorrendo com frequência, o que está sendo feito para regularizar essa situação e quais medidas a concessionária vai tomar para evitar novos desabastecimentos. O município ainda quer saber se os consumidores terão algum ressarcimento.

O secretário de Meio Ambiente, Matheus Molder, conta que a recorrência do desabastecimento já chegou a cinco vezes em um mês. Desta vez, o problema atingiu 12 bairros, mas algumas vezes chega a desabastecer a cidade toda. "Em março, essa é a segunda vez", sublinha.

Apelando para o poço

Moradora do bairro Empresa, a vendedora Amanda Santiago, 29 anos, conta que na sua casa o desabastecimento ocorreu domingo. Sua família conseguiu pegar água para beber e cozinhar em uma empresa que tem poço. "A água voltou nesta madrugada e consegui tomar banho", disse na terça-feira pela manhã.

A dona de casa Shaiene de Souza Chibiaque, 24 anos, conta que a falta de água é frequente. "Não sei qual a solução, mas o certo seria avisar o horário quando ocorresse racionamento", diz. Desta vez, conta, todos foram pegos de surpresa.

"Foram praticamente três dias e eles não avisaram", salienta a moradora do bairro Empresa, onde vive há dez anos. A água em sua casa, onde vive com o marido e filho, faltou no domingo pela manhã e só voltou às 9h10 desta terça-feira.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.