Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região POLÍTICA

Depoimento de Miki Breier é marcado para segunda-feira na Câmara de Vereadores de Cachoeirinha

Processo de impeachment contra o chefe do Executivo foi retomado após dois meses no poder Legislativo

Por Juliano Piasentin
Publicado em: 10.04.2022 às 22:05

Após uma reviravolta nos bastidores políticos, foi marcado para segunda-feira (11), o depoimento do prefeito afastado de Cachoeirinha, Miki Breier (PSB), no processo de impeachment que tramita na Câmara de Vereadores do município. Iniciado em novembro de 2021, o rito foi interrompido em fevereiro deste ano após uma liminar do Tribunal de Justiça (TJ) devido a uma irregularidade durante a escolha da substituta da relatora, Pricila Barra (PSD), que retornou para a suplência do partido.

Depoimento do prefeito afastado Miki Breier é marcado para segunda-feira na Câmara de Vere
Depoimento do prefeito afastado Miki Breier é marcado para segunda-feira na Câmara de Vere Foto: Diléa Fronza/GES-Especial
Quem ficou na posição foi o líder do PSD na Câmara, Felisberto Xavier. Ele chegou a fazer o relatório que aprovou a continuidade do impeachment no legislativo, testemunhas de defesa e acusação foram chamadas e depoimentos marcados, porém tudo acabou suspenso. Durante os dois meses de paralisação, a mesa diretora da Câmara de Vereadores deixou em segundo plano a requisição para um novo sorteio, até que nesta terça-feira (5), o vereador Nelson Martini (PTB) foi escolhido o novo relator da Comissão Processante e se juntou aos vereadores David Almansa (PT) e Paulinho da Farmácia (PDT), presidente e membro, respectivamente.

Na manhã desta sexta-feira (8), Martini entregou seu relatório favorável à continuidade das investigações. Na sequência, foram agendados os depoimentos: o primeiro será do denunciante, vereador Mano do Parque (União Brasil), a partir das 9 horas no Plenário da Câmara. Depois será a vez de testemunhas arroladas pela CP e pela defesa do prefeito. Breier está intimado para depor ainda na segunda-feira e deve ser o último a falar. O presidente da CP, David Almansa, explica que depois de todos os depoimentos, a Comissão irá elaborar um relatório final e convocar uma Sessão de Julgamento no Legislativo. O prazo para que os trâmites sejam encerrados é de 17 dias corridos.

O que diz a defesa

Advogado de Miki Breier, André Lima de Moraes, solicitou a remarcação dos depoimentos, já que não pode comparecer na reunião desta sexta-feira, por ter recebido a alteração de horário após as 11 horas de quinta-feira (7). Ele também pede a retirada das supostas provas do processo, já que precisa dos documentos para defender o seu cliente.

Comissão Processante rebate

O presidente David Almansa indeferiu todos os pedidos, ao alegar que o advogado agiu de má fé. Sobre a mudança no horário, comunicou que o pedido havia sido feito pelo próprio André Lima e que outros dois advogados constam na procuração para defender Miki Breier.

Entenda o pedido de impeachment

Afastado desde o dia 30 de setembro de 2021, após ser alvo da Operação Ousadia, deflagrada pelo Ministério Público, Miki Breier poderia ter retornado ao cargo no início desde mês, no entanto o MP pediu mais 180 dias de suspensão, que foi aceito pela Justiça.

Além da “Ousadia”, o prefeito já foi alvo de outra operação, a "Proximidade", em junho de 2021, onde é denunciado por favorecimento a empresários em licitações da Limpeza Urbana, além de corrupção ativa e passiva. No pedido de impeachment, o vereador Mano do Parque denúncia Miki por infrações político-administrativas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.