Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Trânsito

Veículo caído em valão no Mato grande é retirado

Proprietário foi localizado, mas se negou a pagar pela remoção do carro submerso há 4 dias

Por Taís Forgearini
Publicado em: 10.06.2022 às 16:25

Na manhã desta sexta-feira (10), foi removido o Chevrolet/Classic que caiu em um valão na Avenida das Canoas, no bairro Mato Grande. O incidente ocorreu na madrugada da última segunda-feira (6).

De acordo com as autoridades de trânsito de Canoas, a responsabilidade pelo serviço é do proprietário do automóvel. Contudo, como ele alegava não ter mais a posse, recusou-se a fazer a retirada do local. Em casos como este, de acordo com o secretário Adjunto de Trânsito e Transportes, Lucas Tiago Lacerda Rodrigues, ressalta que a responsabilidade sempre é do dono do automóvel. "Realizamos a remoção por dois motivos: com a previsão de chuva para os próximos dias, nossa principal preocupação era que o carro pudesse obstruir as galerias de passagem de água. Outro ponto levado em consideração foi que o local estava se tornando uma espécie de ponto turístico. As pessoas estavam parando para olhar e tumultuando o fluxo”, evidencia.

  09/06/2022  CARRO NO VALÃO - AVENIDA DAS CANOAS
09/06/2022 CARRO NO VALÃO - AVENIDA DAS CANOAS Foto: PAULO PIRES/GES

O carro foi para um depósito credenciado pelo Detran, localizado no bairro Fátima. Seja quem for o responsável, somente poderá recuperar o bem mediante pagamento de taxas (como guincho e diárias do depósito). Nos próximos dias serão emitidas as notificações, e em caso de inadimplência, a dívida se tornará ativa, conforme o Código de Trânsito Brasileiro.

Foram duas ocorrências envolvendo quedas de veículos no mesmo local nesta semana. Aproximadamente 15 horas após o Classic despencar, um VW Fox também mergulhou no valão ao não vencer o fim da Avenida das Canoas. Este último caso ocorreu no fim da tarde de segunda-feira (6). 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.