Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região OPERAÇÃO ACERTO DE CONTAS

Suspeitos de extorsão por dívidas de drogas em Nova Hartz são presos

Dois jovens de 19 anos foram presos em Igrejinha e Sapiranga pelas cobranças de dívidas do crime e uma mulher de 23 anos foi presa em Nova Hartz por tráfico de drogas

Por Ubiratan Junior
Publicado em: 15.06.2022 às 20:46 Última atualização: 15.06.2022 às 21:46

Dois jovens de 19 anos foram presos nesta quarta-feira (15) por suspeita de integrar uma facção criminosa que faz extorsão em cobranças de dívidas de tráfico de drogas. Segundo a Polícia Civil, durante as diligências de busca e apreensão e mandados de prisão na casa da dupla no bairro Progresso, em Nova Hartz, uma mulher de 23 anos que estava no local acabou sendo presa por tráfico de drogas. Com ela havia cocaína, maconha e crack.

Conforme o delegado titular de Delegacia de Polícia de Nova Hartz, Rogério Baggio Berbicz, em um vídeo gravado e publicado em redes sociais por cobradores da facção, uma família aparece sendo cobrada e agredida pelos criminosos por causa de suposta dívida com o tráfico. As imagens assustaram a população e motivaram as investigações da Polícia. A ação criminosa teria sido transmitida ao vivo para um traficante preso, que comanda o tráfico no município de dentro do sistema prisional. A quadrilha com atuação em todo o Estado tem forte presença nas cidades do Vale do Sinos. 

De acordo com Baggio, os dois jovens que foram presos aparecem no vídeo. Eles moram na casa onde os policiais prenderam a mulher, mas no momento da ação nenhum deles estava no local. Um dos jovens foi preso em Sapiranga e o outro em Igrejinha. A Polícia também apreendeu duas balanças de precisão, dinheiro do caixa do tráfico e caderno de contabilidade da atividade criminosa. 

Um dos jovem possui antecedente por roubo de carro e o outro tem passagem por tráfico de drogas. Segundo a PC, a mulher não possuía nenhum antecedente. Os nomes dos presos não foram divulgados pela Polícia por causa da Lei de Abuso de Autoridade. 

As prisões fazem parte da Operação Acerto de Contas, que investiga os crimes de extorsão e cobrança de dívidas praticados por facção criminosa.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.