Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região INDÚSTRIA

Tintas Killing fará treinamento inédito com Corpo de Bombeiros e agentes de segurança

Simulação integrada tem o intuito de mostrar como colaboradores devem proceder no caso de vazamento de produto ou incêndio

Por Redação
Publicado em: 30.06.2022 às 03:00 Última atualização: 30.06.2022 às 14:42

Às oito horas da manhã da próxima terça-feira (5), uma sirene de emergência soará na fábrica das Tintas Killing, na avenida Primeiro de Março, em Novo Hamburgo. Neste momento, todos os cerca de 350 funcionários evacuarão a fábrica e o Corpo de Bombeiros será acionado. A ação será um treinamento de acidente.

Milton Killing, diretor-presidente da Tintas Killing
Milton Killing, diretor-presidente da Tintas Killing Foto: Matheus Chaparini / GES-Especial
Por se tratar de uma indústria que lida com produtos químicos, a Killing precisa manter uma brigada de incêndio e dar treinamento aos funcionários para que, no caso de um vazamento de produto ou de um incêndio, por exemplo, todos saibam como proceder. Assim, as consequências de um eventual acidente são minimizadas.

“A gente tem uma preocupação muito grande em relação à segurança. Sempre fazemos treinamentos para a equipe, para a gente sempre ter certeza de que todas as pessoas sabem como se portar em um eventual risco”, afirma o diretor-presidente, Milton Killing.

A novidade é que, desta vez, a simulação de emergência química contará com a participação das entidades da segurança pública. Corpo de Bombeiros, Brigada Militar, Guarda Municipal, Defesa Civil e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) vão atuar em conjunto com a Brigada de Incêndio da empresa.

“Vai ser uma oportunidade inclusive de a gente analisar como vai ser a interação da Brigada Militar, da Guarda Municipal e dos Bombeiros em relação ao nosso processo. Porque você está fazendo a evacuação, as pessoas estão saindo, e vai entrar viaturas, carros de bombeiros, então temos que olhar como vai ser. Até para revermos se o nosso processo de evacuação está perfeito, porque uma coisa não pode atrapalhar a outra”, avalia.

De acordo com o diretor-presidente da empresa, em 60 anos de atividades, é a primeira vez que a Killing realiza um simulado com as forças da segurança pública.

A simulação deve durar cerca de uma hora. De acordo com a empresa, a vizinhança será comunicada do treinamento, para evitar a preocupação. A escola da data leva em conta a realização da Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Sipat).

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.