Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região IMPASSE

Decisão sobre convênios entre IPE Saúde e hospitais é adiada novamente

Com contraproposta das instituições hospitalares em mãos, Instituto promete uma resposta na segunda-feira (4)

Por Eduardo Amaral
Publicado em: 01.07.2022 às 19:57 Última atualização: 01.07.2022 às 19:58

A solução para o impasse entre IPE Saúde e Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio Grande do Sul foi adiado mais uma vez, agora para segunda-feira (4). A reunião entre as duas entidades estava marcada para a última quinta-feira (30), mas as duas partes não chegaram a um acordo. Os representantes dos hospitais apresentaram uma contraproposta ao Instituto sobre a mudança na tabela de repasses dos procedimentos hospitalares.

Fachada do Hospital de Sapiranga
Fachada do Hospital de Sapiranga Foto: Divulgação/Hospital de Sapiranga

Por acordo entre as duas partes, os detalhes da contraproposta não foram divulgados, mas a Federação diz que a ideia é chegar a um valor que permita zero perda e zero ganho aos hospitais. As instituições de saúde ainda reclamam uma dívida superior a R$ 1 bilhão, da qual o IPE Saúde reconhece R$ 475 milhões pois, segundo o órgão, só é considerado em dívida os valores com pagamento acima do prazo contratual de 60 dias. Apenas o Hospital de Sapiranga, um dos dois da região que tem convênio com o IPE Saúde, calcula que a dívida do convênio é de R$ 6 milhões.

O Hospital Regina, de Novo Hamburgo, que junto com o de Sapiranga ameaçou se aderir ao descredenciamento em massa do do IPE Saúde no fim de maio, não revela o valor da dívida. Juntos, Novo Hamburgo e Sapiranga têm 9,7 mil usuários do IPE Saúde, plano de saúde destinado, prioritariamente, aos funcionários públicos do Estado e seus dependentes. Além dos servidores estaduais, outras 10 prefeituras da região de cobertura do Grupo Sinos também possuem contratos com o Instituto, utilizando este como o plano de saúde de seus funcionários.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.