Publicidade
Notícias | Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul

Cidades gaúchas recebem lote do kit entubação; veja quais os medicamentos recebidos

Estoques estão críticos em diversas instituições de saúde, aponta Secretaria Estadual da Saúde

Publicado em: 17.04.2021 às 20:01 Última atualização: 17.04.2021 às 20:03

Kit entubação chegou ao Estado na tarde deste sábado (17) Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini
A Secretaria da Saúde (SES) recebeu, na tarde deste sábado (17), um lote de medicamentos do kit entubação enviado pelo Ministério da Saúde a partir de doação da Vale S.A, totalizando 123.830 unidades. Assim que chegaram à capital, em voo que pousou às 15 horas, os medicamentos Fentanila (1.910 ampolas), Propofol (22.620 ampolas), Midazolam (77.850 ampolas) e Besilato de Cisatracúrio (21.450 ampolas) foram imediatamente transportados ao 3º Batalhão de Suprimento, em Nova Santa Rita, onde serão separados para a entrega aos hospitais, o que deve ocorrer nos próximos dias.

Leia todas as notícias sobre o coronavírus

O rateio dos medicamentos está sendo realizado pelo Departamento de Gestão da Atenção Especializada da SES, a partir de estoques e consumo informados pelos próprios hospitais em levantamento semanal da secretaria.

Medicamentos recebidos:

• Fentanila, citrato 0,05 mg/ml ampola 10 ml: 1.910 unidades
• Propofol 10 mg/ml, emulsão injetável frasco-ampola 20 ml: 22.620 unidades
• Midazolam 10mg/2ml solução injetável ampola 2 ml: 77.850 unidades
• Besilato de cisatracurio 10mg: 21.450 unidades

“Estamos fazendo os cálculos para uma distribuição justa entre os hospitais. Os estoques estão críticos em diversas instituições, e iremos distribuir para aquelas que estão em situação mais delicada”, diz a diretora do Departamento de Gestão da Atenção Especializada da SES, Lisiane Fagundes.

Apesar de a aquisição dos medicamentos do chamado kit entubação ser de responsabilidade dos hospitais, a SES, em função do agravamento da pandemia, já comprou itens no mercado nacional para distribuir aos hospitais. Em 2020, foram distribuídos cerca de 150 mil frascos de medicamentos e, em 2021, cerca de 230 mil frascos em 11 remessas, entre aquisições do ministério e do Estado. O Exército fez as entregas em hospitais da capital e do interior.

“Essa remessa do Ministério da Saúde representa um alívio, porque os hospitais não estão conseguindo comprar os medicamentos, e o Estado segue mobilizado também. Já fizemos um pregão eletrônico e iremos comprar mais sete itens na próxima semana. Temos também um processo de cooperação com a ONU para compras internacionais e há mais uma compra direta prevista. Tudo para que os pacientes tenham o tratamento adequado”, afirmou a secretária Arita Bergmann.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.