Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul TECNOLOGIA

Eduardo Leite visita centro de teste para transporte de alta velocidade na França

A possível rota estudada para o Estado foi: Porto Alegre–Caxias do Sul, passando por Novo Hamburgo e Gramado

Publicado em: 08.10.2021 às 15:41 Última atualização: 08.10.2021 às 15:44

A sede de testagem da Hyperloop Transportation Technologies (HTT), em Toulouse, no sul da França, foi a última parada da missão governamental internacional do governo do Estado. A viagem chegou ao seu quinto e último dia nesta sexta-feira (8), depois de três dias em Madri e um dia em Barcelona, ambas na Espanha.

Ar retirado de dentro de tubo garante deslocamento de cápsula sem atrito
Ar retirado de dentro de tubo garante deslocamento de cápsula sem atrito Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini
A empresa desenvolve o hyperloop, sistema de transporte por cápsulas para passageiros ou cargas que pode alcançar 1,2 mil km/h com conforto e segurança. Em janeiro deste ano, o governo do Estado assinou um acordo com a Hyperloop e com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) para que fossem feitos estudos de viabilidade para aplicação da tecnologia no Estado. A rota estudada foi Porto Alegre–Caxias do Sul, passando por Novo Hamburgo e Gramado.

“Participamos desse desenvolvimento apostando na inovação, na tecnologia, sabendo que, embora possa parecer difícil de compreender e parecer distante, pode se tornar realidade. É um meio de transporte absolutamente disruptivo. A pesquisa e a ciência por si só por trás desse meio de transporte já são muito relevantes, e viabilizar ali na frente esse meio de transporte no RS nos colocará ainda mais em destaque como referência em inovação”, disse o governador.

A parceria do Estado com a empresa de pesquisa americana coloca o Brasil na rota do transporte mais inovador e disruptivo atualmente em desenvolvimento no mundo.

A Hyperloop TT foi criada há sete anos. Até agora, a empresa investiu US$ 55 milhões no desenvolvimento e testagem da tecnologia. A previsão é de que os testes com passageiros sejam iniciados no próximo ano, e a primeira instalação da tecnologia deve ocorrer em Abu Dhabi, a capital dos Emirados Árabes Unidos, a partir de 2023.

Esse é o primeiro estudo de viabilidade realizado na América Latina. O estudo analisa as condições técnicas de instalação, como análise de topografia e geografia, impacto ambiental, custo de instalação da trilha e do projeto no total, estimativa de tarifa para os passageiros, entre outros.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.