Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul MANIFESTAÇÕES

Professores da rede estadual fazem protesto por reposição salarial

Manifesto do Cpers aconteceu nesta sexta-feira (15), Dia do Professor

Publicado em: 15.10.2021 às 16:14 Última atualização: 15.10.2021 às 16:33

Na data em que é comemorado o Dia do Professor, professores e funcionários de escolas estaduais do Rio Grande do Sul realizaram dois manifestos em Porto Alegre. A categoria, mais uma vez, protesta por reajuste salarial.

As mobilizações do Cpers Sindicato, que ocorreram a longo desta sexta-feira (15), exigem 47,82% de reposição salarial; salários estão congelados, sem reajuste, há sete anos.

O primeiro protesto aconteceu em frente ao Instituto de Previdência do Estado (IPE) Saúde. "Queremos respeito a nossa categoria, sejam professores ou funcionários. E hoje, simbolicamente, estamos aqui para dizer que o IPE é nosso", disse Helenir Aguiar Schürer, presidente do Cpers quando o grupo realizava manifestação em frente à sede do IPE.

Em seguida, o grupo caminhou até a sede do Palácio do Piratini, onde professores protestaram contra o governador Eduardo Leite. Além de bandeiras e faixas do Cpers, eles carregavam placas contra Leite, com os dizeres 'Eduardo Leite inimigo da educação' e 'Eduardo Leite quer matar a educação'. 

Em meio à passeata, caixões com a escrita 'educação' também foram flagrados.

"Neste dia 15, levantamos a nossa voz para dizer que não é mais possível termos um governo que desrespeita os trabalhadores em educação, desrespeita os professores e os funcionários não pagando um salário justo para esses que tanto se doam para a educação", escreveu Helenir em uma rede social.

Na última quinta-feira (14), o governo do Estado anunciou que vai contratar 4 mil professores para reforçar o ensino. As medidas integram o programa Avançar. Até o final de 2022, o programa deve injetar R$ 1,2 bilhão na educação gaúcha. O plano estratégico é dividido em seis eixos de atuação.

Avançar na educação
Avançar na educação Foto: Arte Alan Machado/GES

 A reportagem tenta contato com o Piratini para um posicionamento sobre os atos de hoje.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.