Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul FIM DO FINANCIAMENTO

RS pode perder mais de 700 leitos de UTI em fevereiro

Com a diminuição dos casos de Covid-19 no fim do ano passado, o Ministério da Saúde decidiu suspender o custeio de leitos hospitalares no RS

Publicado em: 19.01.2022 às 15:43 Última atualização: 19.01.2022 às 16:40

O governador Eduardo Leite (PSDB) fez um pronunciamento ao vivo nesta quarta-feira (19) para atualizar a situação da pandemia no Estado. Leite explicou que com a diminuição dos casos de Covid-19 no fim do ano passado, o Ministério da Saúde decidiu suspender, a partir de 1° de fevereiro, o financiamento de leitos de UTI e de internação clínica para a doença. Dessa forma, o RS fecharia 1.057 leitos no próximo mês.

Governador Eduardo Leite fez um pronunciamento ao vivo nesta quarta-feira
Governador Eduardo Leite fez um pronunciamento ao vivo nesta quarta-feira Foto: YouTube/Reprodução

O encerramento de leitos chega em um momento em que o número de casos no Estado é o mais alto desde o início da pandemia. O governador aponta a variante Ômicron como a responsável pelo aumento nas infecções. "Além do contágio alto dessa variante, nós estamos trabalhando para evitar que haja esse agravante, que é o fechamento dos leitos de UTI por conta da falta do financiamento. A gente enviou um ofício para o Ministério da Saúde solicitando a manutenção desse custeio."

Segundo Leite, o que o Ministério da Saúde apresentou até o momento foi a possibilidade de habilitação de 315 desses leitos na condição normal do custeio que é de R$ 600, valor menor que os R$ 1600 que o aporte recebido para os leitos de UTI Covid. Dessa forma, "ficaríamos com pelo menos 700 leitos a menos", afirmou o governador. 

Fora os leitos destinados ao tratamento da Covid, Leite explica que o Estado tem 957 leitos de UTI adulto que atendem pacientes em geral. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.