Publicidade
Acompanhe:
Notícias | São Leopoldo Escritura

Casa Aberta recebe a posse do seu terreno

Prefeitura de São Leopoldo transferiu ontem a titularidade da área onde funciona a entidade

Por Juliane Kerschner
Última atualização: 14.01.2020 às 09:56

Sede própria começou a ser construída em 2006 Foto: Diego da Rosa/GES
A semana começou de forma especial e com motivos para comemorar para a Fundação de Assistência à Criança e ao Adolescente de São Leopoldo, que executa os programas Casa Aberta e Casa Abrigo. É que ontem o prefeito Ary Vanazzi assinou a escritura pública do terreno localizado na Avenida Henrique Bier, bairro Campina, formalizando a transferência da titularidade do Município para a entidade assistencial.

O documento formaliza a ação que teve início em 2006, pois a Casa Aberta havia recebido a área, porém como na lei de posse não constava a metragem do terreno, a entidade não tinha a escritura e não era reconhecida como proprietária. Para o presidente da fundação, Dorval Nunes Cuty, ter a escritura pública em nome da entidade traz alegria, mas principalmente tranquilidade.

"Com certeza todos nós vamos dormir mais tranquilos agora, sabendo que investimos e seguiremos investindo em algo que é nosso. Além disso, a escritura irá nos permitir buscar recursos federais, que poderão ajudar a bancar o funcionamento da entidade, que atualmente custa cerca de R$ 98 mil e recebemos, através de convênio com a Prefeitura, R$ 75 mil. O restante e o décimo terceiro dos funcionários conseguimos através da comunidade e de empresas. A Prefeitura já nos ajuda muito, mas ter mais recursos traria mais conforto financeiro e também nos permitiria ampliar nossos projetos e ações", conta o presidente.

Assinatura foi marcada pela emoção

"Onde as pernas da Prefeitura não alcançam, está a Casa Aberta e outras instituições que fazem a diferença na nossa cidade. Esse é um momento histórico, me sinto realizada como cidadã", afirmou a titular da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), Iara Cardoso, durante a solenidade de assinatura.

Comunidade pode doar e colaborar

Fundada em 1996, a Fundação Casa Aberta é uma organização da sociedade civil, que acolhe crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, negligência familiar e abandono. Em dezembro a entidade lançou o site institucional www.fundacaocasaaberta.com.br para a comunidade conhecer o trabalho e as formas de contribuir.

O prefeito Ary Vanazzi ressaltou que no contexto de dificuldades econômicas, sem políticas públicas e sem recursos, é importante fortalecer parcerias com a sociedade civil organizada que trabalha com seriedade. "Se não fossem entidades como essa e a parceria entre Prefeitura, comunidade e poder privado, teríamos mais de 1.600 crianças abandonadas nas ruas de São Leopoldo. Assinar este documento é um momento de orgulho e satisfação por colaborar com uma ação que dá certo", disse Vanazzi.

Dados históricos

De acordo com Dorval, esse não é o único motivo de comemoração no início de 2020.

Pois o local que atende 45 crianças e adolescentes através do Serviço de Acolhimento Institucional, alcançou outras duas grandes metas em 2019.

"Conseguimos chegar a 98% de aprovação. Nunca tivemos um número tão alto. É uma satisfação enorme chegarmos a dados históricos como esse, fruto de muito trabalho. Conseguimos isso após remanejarmos uma educadora para ajudar as crianças no contraturno escolar com as matérias que eles possuem dificuldades. Além de muito amor e carinho. O que faz com que eles tenham autoestima e se sintam estimulados", diz Dorval.

Outro dado surpreendendo foi o número de adoções. "Tivemos ao todo 15 adoções, tínhamos uma média de quatro por ano e isso graças as mudanças na lei de adoção. É uma felicidade muito grande todas essas metas serem alcançadas", diz a coordenadora da entidade, Joiza Prates de Oliveira.

6.043,39

metros quadrados é o tamanho do terreno que pertence a Casa Aberta.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.