Publicidade
Opinião Opinião

Os dados diferenciados da Covid-19

Número de governos federal, estaduais e municipais não batem em alguns sites oficiais que deveriam oferecer esclarecimento e transparência à população ao invés de informações diferentes

Por Guilherme Schmidt
Publicado em: 15.04.2021 às 23:10

Alguns Estados e municípios contestaram a questão dos números de pessoas que não compareceram para receber a segunda dose contra a Covid-19, dizendo que são menos de 1,5 milhão os faltosos que o Ministério da Saúde anunciou. O problema é que as planilhas de sites estão desatualizadas ou em desconformidade, algo, que aliás, compromete a transparência em alguns sites governamentais, tanto do País como aqui do Estado. E aí um culpa o outro sobre a não atualização de informações.

No vacinômetro gaúcho (o Monitoramento da Imunização Covid-19/RS), por exemplo, São Leopoldo tem apenas 46,9%, das doses recebidas já aplicadas. No site da Prefeitura a aplicação é de 91,7%. Outro dado conflitante é que pelo Estado o município recebeu 46,7 mil doses; no site da cidade são 44,7 mil. Convenhamos, são diferenças muito grandes para espaços oficiais dos governos.

Mas, no fim das contas, o que mais importa é que as pessoas - independente do número - recebam a primeira e a segunda dose dentro do tempo necessário para evitar que o vírus se espalhe mais ainda e vitime pessoas que não precisariam passar por isso se todas medidas fosem tomadas correta e urgentemente.


Dose na praia

Um dos motivos da falta de doses da vacina antiCovid na praia ocorre porque há pessoas que têm casa, mas que não são moradores praianos, recebendo dose no litoral. Segundo informação dada ao jornal NH, pela enfermeira Camila Alves, da Vigilância Epidemiológica de Imbé, o problema é que “não se pode negar atendimento”. Até porque se pedir comprovante de residência, a pessoa tem o da sua casa na praia válido. Afinal, o comprovante não diz se a moradia é permanente ou de veraneio. É um problema complicado que acaba embaralhando os dados da vacinação contra a Covid.

Feriado no meio

A próxima semana tem feriado nacional (21) bem na quarta-feira. Será que a vacinação antiCovid vai dar uma parada no País?

Centavos da gasolina

Após uma semana de indefinições de preço, baixando e subindo centavos, e oscilando entre R$ 5,21 e R$ 5,49, a gasolina deve ter novo reajuste (ontem a Petrobras anunciou alta). Seriam em torno de dez centavos, mas vale lembrar que os postos da região normalmente elevam uns 20 centavos ou mais para um ou dois dias após assentarem o novo valor.

Comando da EGR

Enquanto o fim não vem, o Estado nomeou o novo presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), o advogado Marcelo Gaze. Ele é especialista em licitações, contratos públicos, concessões e parcerias público-privada. Sem dúvida, um currículo condizentes com a situação atual e o futuro da EGR, uma vez que o governo já anunciou que pretende extinguir a empresa, passando as RSs (hoje com pedágios sob coordenação da estatal) à iniciativa privada por concessão. E também deve pedagiar rodovias estaduais (como a RS-118) que ainda não tenham praças de cobrança. Seria a única solução para manutenção das estradas em um estado sem dinheiro. A conclusão do estudo estava prevista para este mês.

Desvio?

Uma placa na Scharlau, às margens da BR-116 (sentido NH-SL), chama atenção antes da elevada sobre a RS-240: ela indica desvio para Porto Alegre a 100 metros. Na verdade era uma sinalização devido às obras na pista principal em março, desviando tráfego à lateral da BR. No momento a placa só confunde.

Ainda na BR-116

A nova passarela leopoldense da rodovia entre os bairros Campina e Rio dos Sinos está sem iluminação. O VS está apurando se foi roubo ou problema na fiação. Na passarela NH, em Novo Hamburgo, a passarela ficou mais de um ano sem luz porque roubaram os fios. No início deste ano a Prefeitura hamburguense arrumou a fiação. Mas durou pouco.  A passarela já está sem iluminação de novo...

Vôlei capilé

O líbero leopoldense Thales Hoss (que jogou no Colégio Sinodal) é o Vale na final da Superliga que pode ter seu desfecho nesta sexta-feira, 19 horas. O seu time, o Taubaté (SP), venceu na quarta-feira, por 3 sets a 2, o Minas (MG), em partida disputada em Saquarema, no Rio. Atual campeão, seu clube busca o bi. Se vencer nesta sexta é campeão. Se o Minas vencer, tem o desempate no domingo.

Com Covid

Outro leopoldense de destaque no vôlei nacional e mundial, o atual técnico da seleção brasileira, Renan Dal Zotto, testou positivo para o vírus. Com sintomas leves está desde o dia 8 isolado em casa. O curioso é que estava na chamada "bolha" de Saquarema, no Rio de Janeiro, onde a Confederação Brasileira de Vôlei reuniu todos os atletas das seleções de vôlei do País (do masculino e feminino)  e também os times das finais da Superliga para tentar evitar o contágio pela Covid. Todos atletas e comissões instalados lá estão com testes em dia. Aliás, após Renan testar positivo, todo mundo foi testado novamente. Por isso o nome "bolha".


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.