Publicidade
Botão de Assistente virtual
Opinião

A maldade é escolha política

Por Jackson Buonocore
Publicado em: 14.10.2021 às 03:00

Não são apenas os psicopatas ou sociopatas que se escondem em nosso meio, mas existem pessoas más que conhecemos, que se apresentam como normais e nas mídias sociais como cidadãos de bem.

?Há aqueles que acreditam que as maldades podem ser resultado de falhas genéticas, de defeitos cerebrais e de traumas na infância, que transformam essa gente de bem em criaturas capazes de atos cruéis contra seus semelhantes.

?No entanto, Hannah Arendt nos diz que a maldade não é uma categoria ontológica, não é natural e nem metafísica. Em outras palavras, o mal é produzido por homens num contexto político e histórico, que se instala no espaço institucional e no vazio de pensamento, sendo assim uma escolha política.

?Hoje, no Brasil, as maldades ocupam o espaço institucional e o vazio de pensamento. Elas produziram mais 600 mil mortes pela Covid e são investigadas na CPI do Senado, onde as declarações mais estarrecedoras foram as dos médicos que denunciaram práticas da Prevent Senior.

?Aliás, essas maldades negaram o acesso gratuito a absorventes a mais 11 milhões de mulheres de baixa renda, que são afetadas pela pobreza menstrual, bem como empurraram 20 milhões de brasileiros a níveis extremos de insegurança alimentar, que se obrigam a comer pés de galinha e pelancas, pois viram sua renda e empregos sumir na pandemia.

?Porém, cada um de nós dentro de suas relações sociais pode evitar que as maldades continuem avançando nos campos de poder, porque elas não sobrevivem no meio das virtudes filosóficas da justiça, da ética e da esperança.


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.